Category Archives: Espanha

Salamanca, 6 de Janeiro de 2010

Nestes primeiros dias de Janeiro estive em Salamanca. Uma cidade feita de cores originais e muito acolhedoras. Cada rua e cada recanto tem sempre uma história, indeterminável, por contar.
Embora gostasse de sair de lá com um album de desenhos e tivesse pensado numa estratégia para o fazer, na verdade não houve tempo para isso. Fiquei-me por estes dois desenhos marcados pela chuva que sempre teimou durante o tempo em que lá estive.
Um bom ano para todos!

Benidorm, 8 de Julho de 2009

Estes dias de férias junto ao Mar Mediterrâneo (em Calpe e Benidorm), foram optimos para voltar a desenhar em grandes quantidades e sentir não só o gosto, como também sentir ocasiões de aperfeiçoamento do desenho. Ficam aqui alguns dos desenhos. Não publico todos porque seria excessivo.
Este ultimo desenho feito no Bar “La morena” junto à praia teve a sua curiosidade. Estava a desenhar, quando se aproxima a empregada para trazer um café cortado e pergunta-me o que estava a fazer. A desenhar, nota-se. Conversa puxa conversa e chega outro empregado. Aprecio o seu traço, disse-me. Conclusão: o empregado do bar era licencidado em Belas Artes, também é apanhado pelo desenho e estava ali naquele verão a fazer uns trocos. Ainda houve tempo para sugerir-lhes uns sites destes vários artistas viciados no desenho.

Madrid, 16 de Fevereiro de 2009

Cenário 1. Na mesma carruagem do comboio, gente vestida de todas as maneiras: desde o casaco grosso com cachecol até ao rapaz só com uma t-shirt. A verdade é que o tempo aqui é muito variado e nunca se sabe muito bem, como estar na moda. Cenário 2. Se em Portugal são os homens que jogam às cartas, em Espanha são as senhoras. Elas jogam e eles arrastam-se nos bancos do jardim. O que é certo que uma das senhoras topou que estava a registar aquele momento sui generis e fixou-me durante todo o desenho. Ainda tentei disfarçar… mas é irritante sentir-me observado enquanto desenho. Mas, talvez aquela pessoa tenha maiores razões para se irritar porque além de observada, estava a ser desenhada. Cenário 3. Olhe se faz favor, vinha levantar uma encomenda. Muito bem – respondeu ela – preencha este impresso segundo o livro de instruções que se encontra naquele balcão lá do fundo e quando estiver pronto dirija-se à minha colega. Conclusão: trinta minutos no processo do meu atendimento sem contar com o tempo anterior de espera pela minha vez.