Monthly Archives: Fevereiro 2009

Madrid, 16 de Fevereiro de 2009

Cenário 1. Na mesma carruagem do comboio, gente vestida de todas as maneiras: desde o casaco grosso com cachecol até ao rapaz só com uma t-shirt. A verdade é que o tempo aqui é muito variado e nunca se sabe muito bem, como estar na moda. Cenário 2. Se em Portugal são os homens que jogam às cartas, em Espanha são as senhoras. Elas jogam e eles arrastam-se nos bancos do jardim. O que é certo que uma das senhoras topou que estava a registar aquele momento sui generis e fixou-me durante todo o desenho. Ainda tentei disfarçar… mas é irritante sentir-me observado enquanto desenho. Mas, talvez aquela pessoa tenha maiores razões para se irritar porque além de observada, estava a ser desenhada. Cenário 3. Olhe se faz favor, vinha levantar uma encomenda. Muito bem – respondeu ela – preencha este impresso segundo o livro de instruções que se encontra naquele balcão lá do fundo e quando estiver pronto dirija-se à minha colega. Conclusão: trinta minutos no processo do meu atendimento sem contar com o tempo anterior de espera pela minha vez.

Madrid, 10 de Fevereiro de 2009

A primeira: não vale a pena comprar ticket de estacionamento. Na pior das hipóteses receberás em casa um papel devidamente preenchido a informar que o veiculo se encontrava mal estacionado. A não ser que moralmente falando, nos sintamos obrigados. Interessante, não?A segunda: o habitual pedinte das carruagens de metro. Impressiona-me sempre algumas destas pessoas que tocam bem e que teriam um futuro pela frente mas que por qualquer desgraça se vêem obrigados a este serviço. Reparei que trazia na mão direita uma aliança.A terceira: a Plaza Mayor, numa manhã cheia de gente, com animação de rua. Até mesmo a segurança pública se rendia ao espectáculo. Este desenho, denota alguma irritação, uma vez que a caneta lembrou-se de descansar a meio do registo. Portanto, resulta um conjunto de linhas inacabadas e apressadas.

Madrid, 8 de Fevereiro de 2009

Paseo Castellana

Propus-me descer a Castellana a pé. Não faço ideia nenhuma de quantos kilómetros serão. Certo que não foi desta que a desci por completo. Aliás hora e meia foi o suficiente para ir da Plaza Castilla ao Estadio Santiago Bernabéu. É pouco, acreditem.
Mas, foi optimo o suficiente para fazer estes desenhos e pintá-los em casa. Cada vez mais os prédios são substituídos pela publicidade. Paciência.

Madrid, 7 de Fevereiro de 2009

Plaza Castilla


Primeiro dia de férias. Melhor ainda. Primeiro dia de descanso, porque aqui depois dos exames não há férias.
Aproveitei para passear, descansar e desenhar. Este novo bloco traz-me novidades: o formato permite novos angulos, a textura lisa do papel acelera o desenho e a espessura fina impede-me de pintá-lo.
Além disto, desenhar em Madrid de noite quase a atingir graus negativos, é um prazer. :)